fbpx

PRODER



ProDeR – Abordagem LEADER
Dinamização das Zonas Rurais

Até 2013, a TAGUS é gestora local de um instrumento que resulta de uma nova política da União Europeia que procura responder a um conjunto de preocupações com o Mundo Rural:

  • A agricultura cada vez mais competitiva vai aumentar dimensão das explorações e reduzir mão-de-obra;
  • A paisagem e biodiversidade que compõem a identidade europeia não são compatíveis com as modernas explorações agrícolas;
  • A fixação de população (ocupação humana) no meio rural é essencial para a sua preservação e não sobrecarga adicional dos espaços urbanos.

Resultado dessa nova Política Agrícola Comum, a Iniciativa Comunitária de Desenvolvimento Rural foi transposta para as Políticas Nacionais.

ProDeR é a designação de um instrumento estratégico e financeiro de apoio ao Desenvolvimento Rural do Continente. É Co-financiado pelo FEADER – Fundo Europeu Agrícola de Desenvolvimento Rural e tem um orçamento previsto para Portugal de 360 mil milhões de euros.

A Política de Desenvolvimento Rural divide-se em 4 eixos, mas todos têm a mesma preocupação:

A sustentabilidade do Mundo Rural Português!

O Subprograma 3, que corresponde à abordagem LEADER – Dinamização das Zonas Rurais, tem uma dotação de 10% do total do Programa de Desenvolvimento Rural e os territórios classificados como rurais são, obrigatoriamente, abrangidos por esta abordagem.
Com base numa Estratégia de Desenvolvimento Local, a TAGUS como agente organizado do Ribatejo Interior procura projectos inovadores de revitalização do Mundo Rural que  através do desenvolvimento integrado das relações entre a economia, o património, a qualidade de vida das populações e a valorização da economia do lazer e bem-estar, o território consiga fixar a população no seu interior.

> Medidas | Avisos | Território | Legislação | Pedidos de Apoio Aprovados