fbpx

Combate à desertificação do Ribatejo Interior

Nº de projeto: PDR2020-2024-055216

Medida: 20.2.4-Assistência Técnica RRN- área 4 Observação da agricultura e dos territórios rurais

Data de início: 2020-01-01

Data de fim: 2021-12-31

Investimento elegível validado: € 71.365,08

Taxa de comparticipação:100%

 

 

ENQUADRAMENTO

Projeto apoiado pela Rede Rural Nacional – PDR2020, no âmbito da área temática “Jovens nos Territórios Rurais e Luta contra a Desertificação”, tema prioritário “TP2 Identificação de constrangimentos e potencialidades dos territórios rurais mais despovoados e com maior risco de desertificação física”.

PARCEIROS

TAGUS – Associação para o Desenvolvimento Integrado do Ribatejo Interior
Associação de Agricultores de Abrantes, Constância, Sardoal e Mação
EPDRA – Escola Profissional de Desenvolvimento Rural de Abrantes
FAJUDIS – Federação das Associações Juvenis do distrito de Santarém
TAGUSVALLEY – Tecnopolo do Vale do Tejo

OBJETIVOS

Objetivo geral: contribuir para o combate à desertificação do Ribatejo Interior

 Objetivo(s) específico(s):

– Sensibilizar as entidades e população local para a importância de combater a desertificação em Abrantes, Constância e Sardoal;

– Refletir sobre os constrangimentos existentes no Ribatejo Interior;

– Dar a conhecer aos jovens as potencialidades endógenas do Ribatejo Interior fomentando a criação de dinâmicas de empreendedorismo na região;

– Conhecer boas práticas de luta contra a desertificação e transferir conhecimentos para o território.

 

ATIVIDADES

  1. Workshop’s de reflexão sobre os constrangimentos e potencialidades do Ribatejo Interior;

Esta iniciativa consiste na organização de sessões de auscultação da comunidade escolar (nível secundário e do ensino superior) para, por um lado, compreender quais os motivos que condicionam a sua fixação no espaço rural e, por outro, identificar o potencial existente nos concelhos de Abrantes, Constância e Sardoal.

  1. Grupos Focais

Dinamização de 3 grupos focais destinados a diferentes agentes territoriais (empresários, organismos públicos, associações, desempregados/à procura do 1ºemprego, população local etc) na expectativa de saber as razões que estão na origem da desertificação

  1. Ações de benchmarking

Com o intuito de conhecer alguns projetos de boas práticas desenvolvidas nesta temática e na perspetiva de aportar conhecimento e ideias de metodologias para aplicar no Ribatejo Interior, a parceria pretende organizar 2 ações de benchmarking: uma visita nacional e uma visita internacional a exemplos de metodologias que confirmam que as áreas rurais são espaços de oportunidade, inovação e desenvolvimento. 

  1. Ciclo de reflexão sobre oportunidades dos territórios rurais

Realização de uma sessão de apresentação de alguns bons exemplos de projetos dinamizados no combate à desertificação que sirvam de evidência de que é possível contribuir-se para minimizar os efeitos desta problemática global, agindo localmente.

 

Foram realizados, entre fevereiro e maio de 2021 alguns trabalhos com escolas secundárias, profissionais e de ensino superior de Abrantes, Constância e Sardoal a propósito desta temática, cujos resultados se evidenciam no vídeo seguinte: